quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Um dia...



Um dia...
Eu gostava que tu vivesses esta dor.
Que estivesses no meu lugar.
Que no teu peito existisse este sentimento de estar só.
Que de tudo o que foi construido com nada fiquei.

E perceberes o que é isto de não ter um sitio teu...
Um dia...

Um dia...
Tu saberás dar valor.
Tu irás perceber os motivos.
Tu verás que tanta coisa foi "engolida" por Amor.

Tu sentirás que nunca mais terás alguém assim...
Um dia...




Uma braçada amiga

8 comentários:

Fa menor disse...

Sinto uma amargura muito grande por aqui...
Então, meu querido?! Ânimo, vá lá!!!

Um dia... de cada vez...

Muita força, meu amigo, para superar todas as adversidades.

Bjitos

Fa-

brisa disse...

Meu amigo, deixa-me tratar-se assim... sinto tanta amargura nas tuas palavras.... vive um dia de cada vez... pensa o que construis-te, que isso é para quem tem o teu sangue... se pensares assim, não estarás tão amargo, pensa nas pegadas na areia, amigo....
Pensa, ainda, que a tua parte material pode ter ficado para trás, mas o que é isso ?? O teu coração é que interessa... vai pegando nos fragmentos e reconstroi-o....
Força para te levantares....

O Sobrinho disse...

Boas amigo!

Com razão me podes acusar de não comentar muito as linhas que vais partilhando...mas sempre li os teus textos de forma atenta.

Não te reconheço ao dizeres tal coisa! Essa dor que falas nunca poderá ser maior que aquela que um homem um dia passou por tua causa. Porque sempre te conheceu e era o teu nome que trazia gravado na palma da Sua mão.

Esse sentimento de "injustiça divina", acreditamos nós, não ter uma explicação em que nos agarremos. Daí querermos logo que o outro não tire conclusões antes de passar por isso! Mas não deve ser essa a nossa atitude!

Amigo, Ele está contigo! Lembra-te do dia em que perante Ele te comprometeste a segui-l´O quando custa e precisamente porque custa. Bem sabes que Ele conta contigo tal como és e só assim faz sentido.

Sempre estiveste lá quando passei por maus momentos. Hoje sou eu, é Ele que te estende a mão novamente. Faz-te ao largo... Faz-te à vida...

Sandra disse...

:)

qm ama engole. (sem más interpretaçoes)

É uma regra de oiro.

xinhuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuus pa tu da lua

Pinguim Alegre disse...

Querida fá menor,

sim uma amargura que as vezes mergulha a nossa vida. Mas que só o tempo poderá ajudar-nos a recuperar.

Bjs grandes

Pinguim Alegre disse...

Querida brisa,

é isso que estou a tentar fazer a reunir os pedacinhos todos e voltar a forma a peça no seu todo.
se é que algum dia ela ficará completa por inteiro...

Bjs grandes

Pinguim Alegre disse...

Amigo Sobrinho,

disso não tenho a menor das dúvidas.
E a única injustiça que existe da minha parte, é pelo ser humano.
Nada mais!

Obrigado pelo apoio.
Um abraço

Pinguim Alegre disse...

Querida Sandra,

é verdade. Porém eu gosto mais «Quem ama, se perdoa também esquece!»

Bjs grandes

"Podemos converter alguém pelo que fazemos nunca pelo que escrevemos."

H.P.