quinta-feira, 27 de março de 2008

Dados viciados...


São dados viciados
estes que atiras para cima da mesa...
São pedestais fragéis
estes onde te colocas...
São passos maiores
do que aqueles que tu podes dar...
São decisões erradas
aquelas que acumulas como se fossem medalhas...
São falsos amigos
aqueles que te rodeiam e se aproveitam...
São desilusões constantes
aquelas que provocas...
São perguntas
que te fazem e que não obtens resposta...
São caminhos estranhos
os que tu nos indicas...
São propostas vazias
aquelas que nos apresentas...
São palavras
sem significado estas que nos dizes...
São gestos
sem verdade estes que fazes...
Uma braçada amiga

6 comentários:

Fa menor disse...

Quanto da nossa vida é incoerência... para mal dos nossos pecados.

Bom fim de semana para ti sem incoerencias.

Bjs

Rafeiro Perfumado disse...

Nunca mais jogo é ao poker contigo...

letaboboleta disse...

nao me canso de ler os teus textos...tem sempre a sua verdade....mas nao podemos ver as coisas sempre pelo lado negativo...
sim, é verdade que vivemos muitas dessas coisas, e a maior parte delas!

mas ha sempre uma luz ao fundo do tunel....


jinho

*leta*

Pinguim Alegre disse...

Querida fá-,

é um grande problema quando isso afecta acima de tudo aqueles que amamos...

Bjs grandes!

Pinguim Alegre disse...

Carissimo rafeiro,

nunca jogaste. :)

Porém está descansado que não vou jogar, porque senão vais pedir emprestimo ao BES!

Um grande abraço

Pinguim Alegre disse...

Querida leta,

fico feliz por saber que não te cansas de ler o que escrevo.
E acredita que eu vejo sempre os dois lados das coisas.
Só que eu muitas vezes não consigo calar nem baixar a minha exigencia...

Bjs

"Podemos converter alguém pelo que fazemos nunca pelo que escrevemos."

H.P.