quinta-feira, 23 de novembro de 2006

Fé ou Fezada?

Muitas vezes fico a pensar se o pessoal tem fé ou se tem fezada.
Senão vejamos:
Pagamos uma pipa de massa para tirar a carta de condução, e enquanto lá andamos, colocamos as duas mãos no volante, assinalamos todos os movimentos de mudança de direcção, quando fazemos uma curva, respeitamos os 90º graus, sabemos os sinais todos, as regras todas...
Ora é certinho e direitinho, que assim que ficamos habilitados a conduzir, tudo muda...
Passamos a conduzir só com uma mão (e se calhar há pessoal que até conduz sem nenhuma...),
pois uma mão é para o telemóvel ou para o cigarro (ou para ter noutro lado, que não interessa nada agora...), conduzimos em contra-mão, o sinal de proibido de parar ou estacionar deixa de existir; até parece que de repente os carros passaram a ter como opcional a escolha dos piscas.
Já estou a imaginar a cena num stand de venda de automóveis:
Manel das Couves: - Bom dia!Queria comprar um carro, mas que nah fosse muito caro! O que me aconselha?
Vendedor: - Bom dia! Bem tenho aqui um, que é ideal para si... Tem G.P.S., A/C, jantes de liga leve, pintura mentalizada, sensor de chuva, pépépéu pépépéu... Não possui é os piscas...
Manel das Couves: - Ah sim!Mas isso nah é problema...
Vendedor: - Não!?!?
Manel das Couves: - Nah!
Vendedor: - Então porquê?
Manel das Couves: - Porque eu nah uso disso, afinal nah sei qual é a direita e a esquerda memo...
E lá vêm o Manel das Couves com o seu carro novo, mas sem piscas. E ele está feliz!
Ora, felizmente todos os nossos carros vêm com piscas, contudo o seu uso é nenhum... Parece que o carro ficou mesmo mais barato, ou então, a pessoa que o conduz espera que nada lhe aconteça?
Será que isto é fé ou é fezada?
Outra coisa que me faz pensar nisto é por exemplo, os terços, as dezenas, as cruzes que o pessoal traz no carro pendurado, será que as pessoas que colocam isso acreditam mesmo na força daquele símbolo ou colocaram-no por fezada?
Imaginem a situação:
(lá vêm o Manel das Couves outra vez)
O Manel chegando a casa com o seu novo carro, grita para a Maria!
Manel das Couves: - MARIAAAAAAAAAA! Anda cá ver a máquina que eu comprei p'ra gente!
Maria da Fonte: (surpreendida) - Manelllll é uma bomba! Mas...
Manel das Couves: (com ar apreensivo) - Mas o quê, Maria?!?! Nah, gostas?
Maria da Fonte: - Gosto Manel, gosto muito! Só que nah têm piscas...
Manel das Couves: Ahhh! Eu sei Maria, mas também nah é preciso...
Maria da Fonte: Nah!?!? Porquê?!
Manel das Couves: - Porque, nós bamos a Fátima comprar uma dezena e colocar no carro...
Maria da Fonte: (toda maluca!) - Manel tu és mesmo muitoooooo inteligente!
Ora eu pergunto, o pessoal coloca as dezenas, os terços, para quê?
Se até os chuguitas, com carros todos kitados têm uma dezena ou terço pendurado no espelho do carro... Como é que é possivel?!?!
E depois se lhe perguntamos uma coisa simples, tipo "acreditas?". Dizem logo, "fogo meu... Eu?? Achas que sim!?!?! Foi o meu cota que colocou isso...".
Então, porque o usam?
Será que é por fé ou fezada, para as "street races"?!?!
Uma braçada amiga

3 comentários:

O Sobrinho disse...

Depois de ir ao blog do Diogo,pensei que tudo mais ou menos já tivesse sido feito...Mas é nessa altura que leio este post e vejo que ainda agora amanheceu o dia!

Tenhoa certeza que vou "perder" tempo a ler este blog!

Grande blog "pinguim"!

Abraços...

GTL disse...

Oi pinguim...
passei por cá quase sem saber... e gostei da fé ou da fezada...
talvez o pessoal use as duas:
- tenha fé na fezada ou
- fezada na fé...
eheheh

Vem visitar o GTL... e nos vemos por ai :o)
TG

Pinguim Alegre disse...

Bom dia sobrinho!
Espero sinceramente que "percas" o teu tempo neste blog, da mesma forma que tenho a certeza que irei "perder" no teu.

Uma braçada amiga

"Podemos converter alguém pelo que fazemos nunca pelo que escrevemos."

H.P.