terça-feira, 13 de novembro de 2007

Qual o caminho que devemos seguir?


É certo e sabido que todos os caminhos que nos são propostos, nos apresentam sempre algum mistério e alguma apreensão, porque afinal não sabemos o que iremos encontrar.

Sempre que surge um novo caminho, somos invadidos por um lado de uma enorme esperança e de uma enorme vontade de o percorrer.
Mas também somos invadidos pelo receio, pela dúvida, pela incerteza que se depara à nossa frente.
E em muitos casos a coragem e noutros casos o orgulho, leva-nos aceitar percorrer aquele caminho.

Mas existem momentos em que percebemos que aquele caminho afinal não é para nós...

Que não nos traz a felicidade. Aquela que brota de um coração que está entrelaçado com o seu caminho.Não uma felicidade que é baseada nos outros, mas a felicidade que vem de dentro.

E nesses momentos é preciso ter a mesma dignidade e coragem para assumir que aquele caminho não é para nós!
Assumir isso não é procurar desculpas, inventar histórias, arranjar culpados.
Nada disso!
Assumir é simplesmente ter a capacidade de perceber que o nosso coração não está feliz naquele caminho.
E que precisamos de voltar atrás, porque «O nosso tesouro está onde está o nosso coração!»

E voltar atrás significa voltar a reunir tudo aquilo que somos e todos os pedaços que se possam ter partido com esta decisão de recomeçar.

Mas...

Recomeçar é acreditar, é sonhar, é ambicionar que mesmo não sabendo qual o caminho por onde devemos ir... Que ele existe!

Uma braçada amiga

6 comentários:

Lisbo@ disse...

A coragem, alem de ser precisa quando ves que afinal esse não é o teu caminho, também é necessário para recomeçar. Nem todos nós temos capacidade para isso, preferimos achar que as coisas vao mudar ou então ficar encostado à espera que alguem mude por nós. Parabéns, pela tua coragem, pela tua amizade, pela nova cara do blog! :-)

Fa menor disse...

"O nosso tesouro está onde está o nosso coração" grande frase!

Recomeçar é um grande acto de coragem! Força! À luta!

Fa-

Gente comum disse...

«Ó Deus, junta em Ti os meus pensamentos. Em Ti encontro a luz, tu nunca me esqueces. Em Ti encontro o socorro, em Ti encontro a paciência. Não compreendo os Teus caminhos, mas Tu conheces o meu caminho.»

Foi este cântico de Taizé que me veio ao pensamento, ao ler o texto.
Na Terra Santa estiveste presente.
Um beijo grande,

Ana

Pinguim Alegre disse...

Querida Lisbo@,

obrigado pelas palavras. Em relação a esta nova cara é só graças a ti que ela foi possivel!
Estou em divida contigo! Lol

Um beijo

Pinguim Alegre disse...

Querida fá -,

Obrigado pela força. Sim tentarei recordar-me dela.

Um beijo

Pinguim Alegre disse...

Querida Gente Comum,

Obrigado pela oração, obrigado pelo apoio.

Um beijo

"Podemos converter alguém pelo que fazemos nunca pelo que escrevemos."

H.P.