domingo, 30 de dezembro de 2007

Está explicado!

Sentir-se só.
Não é estar sozinho.
É querer continuar.
Mas não se saber o caminho.

É andar-se perdido.
Entre tantas certezas.
Que são a fachada.
Quando as paredes são tristezas.

Uma fachada pintada.
De um colorido sentimento.
Que vai dando à nossa vida.
Um pouco mais de alento.

De uma recordação que mata.
De um pensar que enfraquesse.
De um sentir que prevê.
Um corpo que esmorece.

Sem vontade de nada.
Apenas de o ter.
Um coração que só bate.
Quando a ideia é de o ver.

Uma vida que com menos sentido.
Persegue um alguém.
Que segue em outra estrada.
Sem se importar com ninguém.

Sentir-se só.
Não é estar sozinho.
É ter em nós alguém.
Que escolheu outro caminho.


(este poema foi escrito por alguém que é muito especial para mim! E porque estas palavras fazem um enorme eco dentro de mim, decidi "roubar-te" o poema. Desculpa, mas é demasiado belo!)

Uma braçada amiga

2 comentários:

Fa menor disse...

Que este Novo Ano seja repleto de Paz e de Bençãos de Deus nas vossas vidas!

Beijinhos

Fa-

Pinguim Alegre disse...

Obrigado!
E acredita que bem preciso dessa Paz do Alto!

Bjs e bom ano!

"Podemos converter alguém pelo que fazemos nunca pelo que escrevemos."

H.P.