quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

E nada mais...

O que dói,
Não é a distância…
O que magoa,
Não é a realidade…
O que fere,
Não é a palavra…

O que dói de verdade…
É a ausência
De um abraço amigo…

O que magoa de verdade…
É a falta
De um gesto de afecto…

O que fere de verdade…
É esta solidão,
Mesmo acompanhado…

É isso que dói!
É isso que magoa!
É isso que fere!
E nada mais...

6 comentários:

joaquim disse...

Profundo e verdadeiro...

Muitas vezes não percebemos a dimensão do que pode fazer um simples abraço, um gesto de ternura, uma presença de conforto...

Abraço

Gente comum disse...

Pois é... li e senti a tua solidão...
Gostava de ter as palavras certas para te deixar, mas nada me ocorre... acho que não ia adiantar...
Mas deixo-te uma grande beijo e a esperança/certeza de que voltarás a sorrir!
Não desanimes; estamos aqui para ti!

Fa menor disse...

Há tanta coisa que dói, que magoa... mas que temos que saber superar. É urgente conseguir forças para isso. E tu consegues, eu acredito que tens toda a força do mundo!


Gostaria muito que me visitasses hoje.
Contei The secret.

Bjs

Fa

Pinguim Alegre disse...

Carissimo joaquim,

não percebemos porque já é banal...
E nós já nos deixamos de «maravilhar» com estes pequenos gestos...

Um abraço

Pinguim Alegre disse...

Querida fá -,

as vezes a força pode existir, mas tb pode existir em nos uma vontade de querer ficar quietos...
E eu estou ai!


Bjs

Pinguim Alegre disse...

Querida gente comum,

Bem sei que tu me ajudas com a tua oração!

Obrigado

Bjs grandes

"Podemos converter alguém pelo que fazemos nunca pelo que escrevemos."

H.P.