terça-feira, 7 de outubro de 2008

Janelas mágicas...


Elas já foram de estanho cobertas de um derivado de petróleo;
Elas já tiveram que esperar mais de oito horas ao sol;
Elas já foram de prata numa placa de estanho;
Elas já usaram folhas de folhas de papel cobertas de cloreto de prata;
Elas já foram gravadas em filme fotográfico;
Elas já podem ser guardadas em cartões de memória;
Elas já foram registadas em preto e branco;
Elas já foram de papel;
Elas hoje são virtuais;
Elas hoje são a cores e a sépia;
Elas podem ser paisagísticas;
Elas podem ser de família;
Elas podem ser de amigos;
Elas podem ser de tudo.
Porque essa é a sua essência, desde da sua criação (1826), a de registar um momento para sempre.
E de facto, não importa o tempo que possa ter passado, quando olhamos de novo para uma fotografia, conseguimos recordar aquela cena, aquilo que aconteceu, que vivemos, que sentimos.
A fotografia é uma arte.
Uma boa fotografia é um desafio.
Mas uma fotografia será sempre a vontade de querer captar um momento para sempre.
Porque uma fotografia é isso mesmo, uma janela aberta no presente que nos recorda o passado.

«Fotografar é colocar na mesma linha de mira a cabeça, o olho e o coração.»
Uma braçada amiga

8 comentários:

Anónimo disse...

Viva Pinguim,

Estava aqui a pensar.... é por isso que, muitas vezes não O conseguimos fotografar! O problema não está Nele, está em nós! Ele está lá, só que pôr a cabeça, o olho e o coração na mesma linha de mira é que nem sempre é fácil...

Abraço forte,
Mariana

Anónimo disse...

Viva Pinguim,

Estava aqui a pensar.... é por isso que, muitas vezes não O conseguimos fotografar! O problema não está Nele, está em nós! Ele está lá, só que pôr a cabeça, o olho e o coração na mesma linha de mira é que nem sempre é fácil...

Abraço forte,
Mariana

Gente comum disse...

... e que mantem o passado sempre presente, sempre actual...
Em Fevereiro, a fotografia não conseguirá "colocar na mesma linha de mira a cabeça, o olho e o coração"...

Gata Verde disse...

Eu amo esta arte...e tento aperfeiçoar a cada dia!

Beijos

Pinguim Alegre disse...

Carissima Mariana,

ao ler o teu comentário apenas uma coisa me veio logo à memória, foi isto:

"Eis o meu segredo: só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos. Os homens esqueceram essa verdade, mas tu não a deves esquecer. Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas." (Antoine de Saint-Exupéry)

Um forte abraço

Pinguim Alegre disse...

Querida Aninhas,

em fevereiro a fotografia não conseguirá, mas irá sem dúvida conseguir recordar que naquele momento, que naquele local, o nosso coração e os nossos olhos, sentiram e viram algo muito forte!

:)

Um beijo grande e mta força!

Pinguim Alegre disse...

Querida Gata Verde,

Sabes que quando escrevi este post, lembrei-me de ti... Não estava errado!

Acho que está no caminho certo!

bjs

Anónimo disse...

Meu Caro Pinguim,

Não posso concordar! (Ainda por cima depois de um 13 de Outubro...) Na verdade,Pinguim, acho que o essencial não é invisível! Muito pelo contrário! Ele É bem visível! O problema é que hoje nós usamos mais os olhos para olhar do que para VER; Podes olhar para uma mar de gente e não reconhecer nada nem perceber muito bem o que se passa, ou podes ver apenas uma pessoa e reconhecer nela a tua origem, o teu criador! E aí, tens uma excelente fotografia, onde tudo está alinhado! É, certamente, apenas um "frame", uma peça do puzzle, mas "a parte" não é invisível!

Um abraço forte, virtual, mas, pelo menos, legível!
:)
Mariana

"Podemos converter alguém pelo que fazemos nunca pelo que escrevemos."

H.P.